Seja bem-vindo! Hoje é

Mães da reserva indígena recebem homenagem


As mães indígenas atendidas no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) da aldeia Bororó foram homenageadas nesta quinta-feira (6) pela Prefeitura de Dourados, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e da Coordenadoria de Políticas Públicas para Mulheres. No local foram sorteados brindes e oferecido um lanche para as mães e crianças.

A secretária de Assistência Social, Itaciana Pires Santiago, falou sobre a importante função social que as mães exercem em suas famílias. Ela convidou as mães a participarem dos cursos oferecidos pelo Cras, como o programa “Família em Movimento”, que tem como objetivo identificar as necessidades das famílias e ajudá-las a sair da situação de vulnerabilidade social. “Este programa é importante, pois identifica os problemas específicos de cada indivíduo e auxilia na resolução da problemática”, destacou.

Neste ano, novos projetos serão ofertados à comunidade indígena e os que tiveram grande procura em 2009 terão continuidade. “Realizamos no ano passado o curso de serviços domésticos, que orientou quanto ao reaproveitamento de alguns alimentos que podem fazer diferença na economia e no maior consumo de nutrientes, às vezes desperdiçados. Todos os cursos tiveram certificado, como os que realizamos em parceria com o Senac”, disse Itaciana.

Para Luzinete Fernandes, que frequenta o Cras há cinco anos, os programas desenvolvidos no centro são a oportunidade que muitos têm de aprender. “Aqui tive a oportunidade de aprender a fazer bolo e reaproveitar a comida, o que ajudou até na saúde dos meus filhos”, afirmou.

No Brasil existem apenas dois Cras em comunidades indígenas – um em Caraapó e outro em Dourados, que foi o primeiro a ser instalado em uma aldeia, assim como os programas Peti (Programa de Erradicação do Trabalho Infantil) e Projovem Indígena.

Dança, teatro, artesanato e informática são algumas das aulas ministradas na aldeia Bororó. “Antes de surgir os trabalhos realizados pelo Cras as pessoas não se falavam. Agora, com os cursos, temos mais convivência uns com os outros”, disse Tainara Machado da Silva, que irá participar neste ano do programa ‘Gestante em Ação’. Para a inscrição nas aulas do Cras, o interessado deve levar um documento de identificação.


Fonte: agorams.com.br

Nenhum comentário: