Seja bem-vindo! Hoje é

PF envia 2 equipes a Paranhos para apurar morte de índio

Por: Aline dos Santos
A PF (Polícia Federal) de Naviraí enviou duas equipes hoje a Paranhos para investigar a morte do professor indígena Genivaldo Vera. O índio guarani desapareceu após um conflito com homens armados na Fazenda São Luiz, em Paranhos, a 472 quilômetros de Campo Grande.

O corpo foi localizado no último dia 7, em um córrego, mas o IML (Instituto Médico Legal) confirmou a identidade da vítima somente na última sexta-feira.

A assessoria de imprensa da PF em Naviraí informou apenas que os policiais vão ao local para “verificar a situação”.

O laudo do IML ainda não foi repassado à PF. Segundo o laudo, o indígena apresentava uma fratura no tórax. Segundo o médico legista da Coordenadoria de Perícias, Ronaldo Rosa, a causa da morte de Genivaldo não foi afogamento.

Segundo o legista, preliminarmente, é possível apontar que quando o corpo foi parar na água já estava em óbito. O corpo de Genivaldo Vera foi levado para Paranhos na última sexta-feira.

Após o conflito, os indígenas também denunciaram o desaparecimento de Rolindo Vera, primo de Genivaldo. Ele ainda não foi localizado.

Fonte: campogrande.news.com.br

Nenhum comentário: