Seja bem-vindo! Hoje é

Demarcação SIM, latifundio NÃO!!

Terrorismo, mentira e medo tem sido o tripé ideológico que vem dominando o discurso político em Mato grosso do Sul. Através da maioria dos meios de comunicação acompanhamos notícias carregadas do ódio e preconceito sobre as questões indígenas dizendo que "índios são vagabundos, bêbabos e sujos, que só querem direitos e nunca deveres, não precisam de terras, pois não produzem nada, além disso já estão integrados a civilização" todas essas afirmações invadem a vida cotidiana da cidade insistem em ser a verdade incontestável, tudo isso ocorre pelo fato der que não "existem vagabundos e bêbados na sociedade não indígena civilizada" nas portas da sociedade civilizada "pedindo "pão velho", dividindo migalhas com os cães,"nobres cães", existe uma grande integração. Essa é a democracia de domocratas, latifundiários, que sempre vive a negar a outra cultura justificada pela integração que todos os dias produz a economia regional do "pão velho e do lixo". Todos os dias latifundiários e seus emissários se posicionam contra a demarcação de terras indígenas, no último dia 28/03/09 em entrevista ao jornal o progresso o vereador Gino(DEM), clasificou os que apóiam a demarcação como "bandidos", e defenfeu a idéia do Deputado Estadual Zé Teixeira também do (DEM) de que os fazendeiros devem sim contratar seguranças (que irão atuar como jagunços de plantão), tudo prara promover a "democracia" do latifundio. Se não bastasse, depois de ameaçarem representantes da FUNAI(Fundação Nacional do Índio), agora estão fazendo terrorismo com a Igreja Católica, colocando Padres na forca, e exigindo que sejam contrários a demarcação, já que são os poderosos que financiam a Igreja Católica.
Trabalhadores, estudantes e eleitores, cuidado com a "violência" da informação, ela pode alienar a sua mente, com o intuito de que nem percebam quem são