Seja bem-vindo! Hoje é

Educador nota 10 trabalha por sua comunidade

O professor guarani Ismael Morel, 28, ganhou o prêmio "Professor nota 10", da Fundação Victor Civita, dois anos após se formar em Educaçõa Física na UNIGRAN. Em 2006, ele concorreu com cinco mil candidatos de todo o país e foi escolhido por seu trabalho na Escola Indígena Mbo'eroy (casa de Ensino ), da aldeia de Amambai, sul do Estado. Fator decisivo na escolha foi o comprometimento com sua comunidade.
Ismael reside na aldeia, que tem 8 mil habitantes de origens guarani/kaiowá. Ele disse que a faculdade mudou seu modo de ser, de pensar e de agir. Mas todos os seus projetos objetivaram dar suporte e sustentabilidade para seu povo." Antes , eu tinha a visão de trabalhar só para ganhar o meu sustento; hoje, penso em trabalhar para a comunidade ", disse o professor Ismael.
Ele considera a UNIGRAN como pioneira e fundamental no apoio à permanência do índio no ensino superior . " Eu me formei graças a bolsa. É uma forma de estar possibilitando ao índio ter mais conhecimento , e que ele possa desenvolver mais ainda sua aldeia" , falou . Morel entende que é obrigação do indígena transformar seu aprendizado e conhecimento acadêmico em ações comunitárias .
" Eu acho que tem uma lacuna, aí . Se o acadêmico se formar e retorna com seu trabalho para a comunidade , há um grande desenvolvimento, porque a educação é a base de toda a sociedade, seja índio, branco, negro, amarelo, de qualquer raça", declarou. Após a graduação , Ismael Morel se especializou em Psicomotricidade , e agora tem novos planos de educação comtinuada.


Fomte:Jornal Indígena